NETFUT
Notícias de futebol

Caso Douglas Costa: Azar e displicência andam juntos

Esse ano definitivamente não tem sido aquilo que o Grêmio esperava que fosse. Quem puxar no passado deve lembrar que o time tinha pretensões de montar um elenco poderoso, o chamado “Super Grêmio”.

No entanto, não foi bem assim que as coisas aconteceram, apesar de que o time conseguiu duas das estrelas citadas no tal Super Grêmio, sendo elas Rafinha e Douglas Costa. Esse último tem sido um personagem e tanto, uma vez que se esperava que o traficante se tornasse o melhor jogador em atividade no futebol brasileiro, no entanto, o que se vê é um show de lesões e de displicência por parte do jogador, uma combinação desastrosa e que definitivamente não tem ajudado o Grêmio na sua atual situação.

Lesões e mais lesões

Quando Douglas chegou ao Grêmio, todos estavam bem cientes de sua situação física e seu histórico de lesões. Mas ao que parece, ninguém acredita que é de fato assim tão grave antes de ver com os próprios olhos. E por mais que o Grêmio tenha se organizado e pensado em como fazer para que o jogador pudesse estar jogando e ao mesmo tempo sendo poupado, não impediu que o jogador somasse meses fora por conta de repetidas lesões, sempre musculares.

Até hoje não existe uma resposta exata do porque um jogador como Douglas, claramente um atleta de alta escolaridade, sofre tanto com isso. Existem aqueles que acreditam que é um problema crônico, e que sua carreira não poderia ser de outra forma.

 

Mas também existem aqueles que acreditam que o jogador seja de alguma forma displicente com o próprio corpo, facilitando as lesões de acontecerem. E quando falamos em displicência, infelizmente o jogador acaba de fato desempenhando o papel.

Momentos de displicência

Não podemos admitir que é exatamente isso que vem atrapalhando a sua carreira, mas nas últimas semanas podemos observar que o jogador tomou algumas decisões questionáveis quanto a própria carreira. 

A primeira delas que chamou muito a atenção nessa reta final de Brasileirão foi o seu cartão recebido antes do jogo contra o Corinthians. Douglas enrolou para sair de campo quando foi substituído e acabou levando um cartão amarelo, e sendo seu terceiro ele ficaria de fora do próximo jogo, aquele contra o Corinthians, e caso o imortal perdesse, ele estaria oficialmente rebaixado.

O jogador ficou muito irritado com as críticas, alegando que o árbitro havia sido o culpado, chegando até a ofender alguns torcedores do Grêmio.

Mas mais bizarro que esse episódio, é o fato do jogador ter marcado uma festa de casamento no dia 7, o qual o jogador não foi liberado de participar. O jogador não gostou nenhum pouco, porém o Grêmio alegou que o time pode ser baixado ainda essa semana, e não é momento para festa, algo compreensível.

Isso, ainda que não seja a intenção do jogador, demonstra um sentimento de indiferença frente ao momento que o clube vive. Hoje, com esse clima construído e moldado a base de azar e displicência, é difícil imaginar que o jogador possa continuar no clube, principalmente após um possível acesso.


Sem opção de comentar este post