NETFUT
Notícias de futebol

Athletico-PR tropeça e vai decidir vaga da Sul-Americana em casa em desvantagem

O Athletico entrou em campo com a missão de tentar construir um placar confortável para o jogo de volta. Com a questão do gol fora de casa valer na competição, era muito importante que o furacão saísse ao menos com um golzinho marcado, e se fosse em uma vitória seria perfeito, mas um empate com gols já seria algo que o time poderia usar na volta em sua casa na Arena da baixada a seu favor, no entanto as coisas acabariam ficando bem ruins para o Furacão até o fim do jogo.

Leia: Os Meninos em Alta! Tite convoca seleção brasileira com seis medalhistas olímpicos

Resumo da partida

O 1º Tempo

O Furacão foi mais uma vítima da altitude que a LDU sempre soube usar contra seus adversários. Os donos da casa foram para cima e tiveram o jogo nas mãos durante os primeiros 25 minutos, onde foi totalmente dominante, deixando o Athletico finalizar apenas 2 vezes, enquanto eles próprios já haviam finalizado 13 vezes, fazendo com que o goleiro Bento tivesse que trabalhar.

Depois de um tempo o Furacão conseguiu diminuir o ritmo dos equatorianos, e começou a equilibrar a partida. No entanto, a dificuldade de criar permanência surgiu e Nikão, Carlos Eduardo e Terans não conseguiam levar perigo real à meta da LDU. 

A chance real aconteceu apenas aos 45 minutos, quando Richard conseguiu descolar um cruzamento, onde Terans deu um lindo toque de letra, que quase acaba entrando. Porém nenhum dos dois times conseguiu ser realmente efetivo, e a primeira etapa acabou zerada.

O 2º Tempo

Já no segundo tempo, a LDU pareceu voltar com menos gás. A equipe não conseguiu mais criar como no primeiro tempo, e pssou a apostar muito mais em cruzamentos e também apostar nas perigosas curvas da altitude com chutes de longe. 

O Atlético tentou se aproveitar dessa pisada no freio dos donos da casa, e conseguiu melhorar seu trabalho com a bola. Terans chegou a ter outras chances, chutando para fora, e Nikão não conseguiu superar o goleiro do LDU.

Marcinho seguiu apagado, assim como Carlos Eduardo, e isso fez com que a ansiedade pelo gol batesse. O 0 a 0 acabaria saindo mais barato do que o que viria a seguir. Isso porque Reasco que tinha acabado de entrar no jogo fez um belo gol de primeira após receber de Kaprof. Fim de jogo 1 a 0 para a LDU, e o Athletico arrumou um problema para o jogo de volta.

Agora o que resta para o Furacão é fazer conta. Afinal, como já comentado, o gol como visitante vale de critério para o desempate na competição, e não ter feito um gol se quer na casa da LDU vai deixar o time de cabelo em pé.

E Agora?

Para reverter a situação, o Athletico-PR precisa vencer o jogo com pelo menos 2 gols de diferença, e não pode empatar em hipótese alguma. Outro problema é que o time só leva a partida para os pênaltis por 1 a 0, e qualquer outro cenário onde o Athletico esteja ganhando por 1 gol no jogo, como por exemplo 2 a 1 ou 3 a 2, é classificação para o LDU.

A volta do jogo será na próxima quinta feira 19/08 na Arena da Baixada.