NETFUT
Notícias de futebol

Athletico-PR e Palmeiras empataram em primeiro jogo da Recopa, com gosto da vitória ficando para o Verdão

Na noite da última quarta-feira o Athletico-PR recebeu a equipe do Palmeiras em jogo válido pela Recopa Sul-Americana. O jogo colocou o campeão da Libertadores e o campeão da Sul-Americana frente a frente, e disso saiu um confronto extremamente equilibrado, com os dois lados atacando bastante, 4 gols na partida e muita emoção.

Mesmo assim o jogo acabou empatado, tendo que ser decidido na semana que vem, mas as vezes um empate pode ter sabor de vitória! Vamos aos detalhes do jogo.

Jogo equilibrado desde o começo

O duelo entre o Verdão e o Furacão foi extremamente satisfatório de se assistir. Os times, tal qual dois lutadores, trocaram “jabs” o jogo todo, com os dois lados criando, mas as defesas fazendo grandes trabalhos de neutralização.

Você sabe que o jogo está bem amarrado quando ele é decidido pelas bolas paradas, e foi exatamente esse o caso nesse jogo. E isso ficou claro logo no primeiro tempo, quando aos 18 minutos o Furacão abriu o placar com uma bola na área de Terans, que até chegou a deixar de valer por conta de impedimento, mas que o VAR acabou validando.

Jailson brilhando

Mas isso não será tudo, já que ainda no primeiro tempo o Palmeiras conseguiria chegar ao empate também com uma bola parada que foi alçada na área por Dudu e mandada para o fundo das redes por Jaison.

Vale o destaque para o jogador que jogou e tem jogado muita bola, e esta certamente deixando Abel Ferreira com a pulga atrás da orelha. Nesse jogo, ele atuou no lugar de Scarpa e por poder jogar em quase todos os setores do meio de campo, pôde não demorar para o jogador se enfiar entre os titulares, seja onde fosse.

A estreia de Marlos

Marlos está de volta ao futebol brasileiro depois de tanto tempo na Ucrânia, e o jogador fez valer a sua volta. O jogador, com cabelos grisalhos em destaque, fez um gol não muito tempo depois de entrar em campo e colocou o Furacão de volta na frente do placar.

O golaço do jogador de 33 anos teve um significado simbólico, já que ele já falou várias vezes que o Furacão é seu time do coração, e ele pode finalmente balançar as redes por seu time do coração. E que golaço foi.

Empate com sabor de vitória para o Palmeiras

Quando tudo parecia que iria se encaminhar para uma vitória dos donos da casa, o Palmeiras conseguiu um pênalti no finalzinho do jogo. E se tem pênalti têm Raphael Veiga, e se tem Veiga, tem gol. O jogador mandou para o fundo das redes e vive um momento incrível, não só no Palmeiras em geral mas como cobrador de pênaltis também.

Com isso, o Palmeiras sentiu que saiu no lucro e via poder decidir o jogo em sua vaga na próxima semana, enquanto que para o Furacão resta lamentar por não ter saído com a vitória.