NETFUT
Notícias de futebol

As melhores finais de times brasileiros da história da Libertadores

A Libertadores terá pelo segundo ano consecutivo uma final composta por clubes brasileiros. No ano passado tivemos um confronto entre Santos e Palmeiras, e dessa vez teremos o Verdão de novo na final, mas desta vez contra o Flamengo.

A expectativa obviamente é de um grande jogo, já que os brasileiros costumam fazer finais eletrizantes dentro da Libertadores, e vários jogos mostram isso com clareza. É por isso que hoje vamos aqui lembrar das melhores finais com times brasileiros dentro da Libertadores.

Internacional x São Paulo (2006)

Vamos começar nossa lista falando de uma Libertadores que também teve um final entre brasileiros bem antes disso ficar corriqueiro. São Paulo e Internacional se digladiaram pela final da Taça Libertadores de 2006, e para esse jogo o tricolor vinha embalado, sendo que tinha sido campeão já no ano passado, e vinha com tudo em busca dos segundo título seguido.

Do outro lado tínhamos um Internacional com um grande elenco, tão bom que fez frente ao elenco claramente mais experiente do São Paulo e com 2 gols de Rafael Sobis no primeiro tempo e um empate em 2 a 2 no segundo jogo deu o título para o time colorado.

Grêmio x Peñarol (1983)

Falamos de um título colorado, e agora vamos falar de um título de seu companheiro de Porto Alegre, o Grêmio.

Claro que o título conquistado pelo Imortal no ano de 2018 foi muito importante e histórico também, mas para colocar o tricolor aqui nós vamos voltar até o ano de 1983, ano em que o Grêmio bateu de frente com o Peñarol, e talvez os mais jovens não se lembrem do quanto esse time era problemático na Libertadores. Apesar de hoje ser um time mais humilde, ele já foi campeão da américa 5 vezes, e causaram uma guerra em campo, o resultado foi o título e uma foto histórica do capitão do time, Hugo de Léon levantando a taça com o rosto ensanguentado.

Flamengo x Cobreloa do Chile (1981)

Queremos deixar claro desde o começo que somos contra a violência dentro do futebol, mas acreditamos que esse jogo seja uma peça histórica e que deve ser mostrada para o mundo.

Acontece que em 81 o poderoso time do Flamengo comandado por Zico chegava a final da Libertadores contra um time chileno. E o que tivemos? Pancada! O jogo todo. O Flamengo abriu o placar, e tudo o que recebia em troca era porrada, como se o time adversário preferisse bater a fazer gols.

Com 2 a zero feitos no placar e com o jogo terminando, o então técnico do Fla, Carpegiani tirou Anselmo do banco e o mandou a campo com uma ordem bem simples: entra lá e dá uma porrada no cara!

O treinador se referia ao capitão do time chileno, e foi dito e feito. O soco foi dado, a confusão começou, e depois que ela passou o Flamengo se sagrou campeão.

Santos x Peñarol (1962)

Voltamos a era de ouro do futebol para falar sobre o Santos de Pelé, de Coutinho, de Pepé que conseguiu destronar o Peñarol, time que como já comentamos foi gigantesco no passado 

O jogo ficou conhecido como “A noite das garrafadas” graças a toda confusão que aconteceu entre os jogadores, o que já mostrava desde bem cedo como esse terreno seria ao longo de sua história.

No fim o Santos foi campeão e se tornou o primeiro time brasileiro a vencer a competição.