NETFUT
Notícias de futebol

Após 976 jogos, Fábio é DEMITIDO do Cruzeiro. Entenda a situação

Fábio não é mais jogador do Cruzeiro, e nem vai ser. Ao menos é isso o que parece mais provável depois que o jogador revelou em suas redes sociais como foi a reunião que teve com o Cruzeiro, que foi noticiado por aqui que seria a reunião que ditaria seu futuro no clube.

As únicas informações que haviam vazado da reunião inicialmente, é que as duas partes não haviam chegado a um acordo, e que provavelmente mais reuniões seriam necessárias, mas as reuniões mostraram que os problemas eram ainda maiores.

Vamos abordar aqui as principais questões do texto de Fábio

Situação com Paulo André

Fábio não teve receio de expôr toda a mágoa que tem com a situação que está passando e parte por ela passa por Paulo André também. O ex- jogador e cartola do Cruzeiro agora na era Ronaldo estava no local no momento da reunião.

Segundo Fábio, o ex-jogador nem ao menos o cumprimentou, o que mostrou uma frieza enorme com a situação. Fabio ficou especialmente chateado com a situação, principalmente pelo fato de que os dois são ex-companheiros de equipe.

Aposentadoria forçada

“A SAF quer me aposentar”. Essas foram as palavras usadas por Fábio para descrever como foi tratado na reunião. O goleiro queria fazer parte da equipe em 2022, e entenderam, que em nenhum momento o goleiro falou de titularidade, apenas de estar na equipe.

Mas segundo ele isso nem nunca foi cogitado por eles, que deixaram claro que ele está fora dos planos, que o melhor que poderiam fazer é dar a ele um contrato de 3 meses para que ele se aposente no fim do Campeonato Mineiro, o que segundo o jogador, faz doer ainda mais.

Questão financeira

A SAF se apoiou muito na questão financeira durante a conversa com Fábio, mas acabaram ficando surpresos quando o jogador se dispôs a negociar suas dívidas com o clube da maneira que o clube pudesse pagar.

Fábio também se dispôs a ganhar o que o clube pudesse pagar, mas isso foi ignorado, com ele dizendo no texto que nem ao menos deram a ele a chance de receber qualquer quantia que o clube pudesse pagar a ele.

Fábio fez questão de deixar claro que em nenhum momento, a negociação deu errado por conta de suas pedidas salariais, mostrando que a questão para a SAF nem ao menos era realmente financeira.

Carinho pela torcida

É importante dizer que em nenhum momento Fábio ficou irritado com a instituição ou com a torcida, recheando ambas de elogio e mostrando todo seu amor e dedicação, as quais teve com o clube durante todos esses anos. Ao todo, o goleiro defendeu a meta do clube por 976 vezes, um número que o jogador fez questão de mostrar que se orgulha muito. O arqueiro disse que vai seguir torcendo pelo clube para ver a torcida feliz.

Fábio também deixou claro que tinha condições de jogar mais uma temporada em alto nível, sonhando em levar o clube de volta para a série A.