NETFUT
Notícias de futebol

Algumas curiosidades sobre o clássico San-São. Primeiros passos e retrospecto.

Santos e São Paulo é um dos clássicos mais antigos da história do nosso futebol, e ao longo de muitos anos muita história foi escrita a respeito dos confrontos desses dois gigantes do futebol paulista.

E claro, aproveitando que hoje tem clássico, que forma melhor de celebrar o jogo que não contar algumas das maiores curiosidades do clássico?

Por isso, separamos aqui algumas das curiosidades mais divertidas da partida entre São Paulo e Santos para entrar no clima do jogo de hoje.

O primeiro San-São de toda a história

Toda grande história tem um grande começo, e o grande começo deste super clássico foi pelo ano de 1930, durante o Campeonato Paulista no dia 11 de maio. O jogo aconteceu na Vila Belmiro, onde as duas equipes empataram, tendo gols de Luizinho e Friedenreich, o popular Tigre.

O primeiro assalariado e o nascimento do apelido “Peixe”.

3 anos depois de seu primeiro jogo acontecer, os San-São voltariam a jogar e juntos veriam o primeiro jogador do Brasil a realmente receber dinheiro para jogar futebol. No caso, foi o já citado Friedenreich, o El Tigre, que foi pago pelo São Paulo (na época São Paulo da Floresta), encerrando a prática comum de pagar os jogadores “Por fora”, como era muito comum.

Esse jogo fatídico teria o placar final de 5 a 1 para o tricolor paulista, e por conta de algumas provocações por ambas as partes, o São Paulo acabou chamando a torcida do Santos de forma pejorativa em “peixinhos”. O que eles não esperavam, era que o Santos abraçaria isso, e com tempo, o Santos também é o Peixe sem nenhum tipo de problema.

Toma la, da cá de eliminações

Os dois times já se enfrentaram diversas vezes quando o assunto era um mata-mata. O tricolor paulista foi responsável por 4 eliminações do Santos em torneios que disputaram e que acabaram se enfrentando.

O primeiro foi no Brasileirão de 1981, quando o campeonato ainda tinha mata-mata, no qual o Santos caiu nas Oitavas. Depois novamente no Brasileirão em 1990, dessa vez nas quartas. Depois disso se repetiu na Supercopa Libertadores no ano de 1992, e por último, no Paulistão em 1983.

Do lado Santista, o São Paulo foi eliminado pelo Peixe o dobro, por 8 vezes, sendo no Brasileirão de 2002, na Sul-Americana de 2004, no Paulistão de 1978 e também no de 2010, 2011, 2012 e 2015, além também da Copa do Brasil de 2015.

O São Paulo leva vantagem

Ao longo do clássico, o São Paulo teve melhores resultados que o Santos. Primeiramente o Tricolor conseguiu 135 vitórias até então, tendo empatado 74 vezes, e saindo com a derrota em 104 jogos que o Santos levou. No total as duas equipes já se enfrentaram 313 vezes, somando jogos a partir de 1930.

A vantagem tricolor segue nos números de gols marcados também, com o São Paulo marcando 521 gols contra 448 gols marcados pelo Santos, totalizando 969 gols.