NETFUT
Notícias de futebol

Abel Ferreira reconhece baixo entrosamento, mas exalta esforço do time

Palmeiras e Bahia empatam em jogo disputado na noite desta terça-feira(feriado), em partida válida pela vigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro. A partida deixou muitos torcedores alviverdes irritados por se tratar de mais um tropeço do time no Brasileirão, e dando novamente ao líder Atlético Mineiro a oportunidade de avançar ainda mais na classificação do campeonato.

Essa foi a quinta partida seguida do Verdão sem conseguir vencer no torneio, porém, mesmo com a atual situação e com a forte opinião da torcida, o técnico Abel Ferreira consegue enxergar luz no fim do túnel, e preferiu exaltar as qualidades que a equipe teve em lutar contra as adversidades na partida.

Um bom exemplo disso é o problema com entrosamento que o time teve, graças a uma série de desfalques que vão desde convocações para a seleção a lesões, que fez com que jogadores sem ritmo tivessem que ir a campo de forma emergencial.

Nas palavras do professor, ele destacou alguns retornos como o de Jorge após lesão, Kuscevic e Patrick aumentando seu tempo de participação nos jogos e, embora o entrosamento deixe a desejar, os seus jogadores se esforçaram bastante durante o confronto.

O treinador ainda comentou sobre a expulsão de Wesley, que fez com que o time que já não estava devidamente entrosado tivesse que correr ainda mais para suprir a falta do jogador em campo, sugerindo que a equipe quando dá o seu melhor, sofre junto.

Outros pontos importantes da partida, foram as duas lesões que o Palmeiras teve, com Gabriel Menino e Kuscevic tendo que ser substituídos, o que levou até Rony a ser improvisado na lateral direita.

Além também de Jaílson, que lembrou a todos o porque é um xodó da torcida, tendo feito uma partida incrível e o grande herói do jogo, impedindo que o Bahia saísse do jogo com os 3 pontos.

– Fizemos um primeiro tempo bem equilibrado, mas na segunda parte, o fator de desequilíbrio foram dois. Primeiro: é desumano o que fazem com os jogadores aqui. Tenho que os defender, é desumano. Ficamos sem mais dois jogadores (lesionados). Já temos poucos, ficamos sem mais dois. Volto a dizer. É desumano o que fazem aqui. Depois da expulsão ficou ainda mais difícil – disse o treinador sobre o assunto.

Vale lembrar que com essa derrota o Palmeiras caiu para a quarta posição, sendo ultrapassado pelo Bragantino e ficando a apenas 1 ponto do Fortaleza e 3 do rival Corinthians na tabela.

O time volta a campo neste domingo contra o Internacional.

Sem opção de comentar este post