NETFUT
Notícias de futebol

Abel Ferreira ou Renato Gaúcho? Veja o melhor dos treinadores finalistas

A final da Libertadores é amanhã, e certamente os nervos dos envolvidos estão à flor da pele. O maior torneio de futebol da américa vai ter 2 dos melhores times do nosso futebol no momento, com jogadores incríveis e projetos ambiciosos.

E além de tudo isso, o que os dois times têm em comum é que os dois têm grandes treinadores a seu dispor. Ambos já campeões de edições passadas, vão se encarar tendo estilos de jogos bem distintos um do outro, cada um ótimo da sua própria maneira. E hoje vamos falar um pouco do melhor de cada um.

Rápido e letal

Essas são as exatas palavras que definem o estilo de jogo de Abel Ferreira. O treinador já foi muito criticado por jogar majoritariamente na defesa, mas ninguém pode discordar que nenhum outro time do Brasil executa um estilo de jogo tão bem quanto o Palmeiras. A discussão se esse é o melhor estilo pode existir, mas não há dúvidas de que ninguém executa tão bem quanto o Verdão, que tem o contra-ataque mais rápido e letal de todo o futebol brasileiro a mais de 2 anos, tudo mérito de Abel Ferreira.

Um dos melhores gerenciadores de elenco do Brasil

Ame ou odeie, o estilo “paizão” de Renato Gaúcho sempre funcionou. O treinador sempre manteve relação próxima com seus jogadores, o que sempre lhe rendeu bons vestiários e jogadores motivados, e isso faz uma diferença imensa em campo.

É claro que alguns preferem os técnicos “tatiqueiros”, porém, um treinador focado em treinos e frio na relação como ser humano pode afastar jogadores de seus potenciais máximos, e Renato faz exatamente o oposto, motivando tão bem seus jogadores a ponto de muitas vezes conseguir tirar mais de um jogador do que se era esperado.

Frio e calculista

Apesar de não fazer parte do elenco de Peaky Blinders, quem viu a semifinal da Libertadores contra o Atlético Mineiro viu o quanto Abel Ferreira pode ser frio e calculista quando necessário.

O treinador muitas vezes é confundido com uma pessoa afobada por seu jeito falastrão e impaciente na beira do campo, mas não se engane, poucos treinadores são tão frios na hora de executar seus planos.

A imagem de Abel pedindo calma e foco no momento do gol do Galo, sabendo que tudo o que o Verdão precisava para conseguir classificação era apenas um gol, ficou marcada na história do Palmeiras e também na história do futebol como um todo.

Senhor Libertadores

Não podemos falar de Libertadores hoje sem citar a grande experiência que Renato tem na competição. Sem dúvida alguma o maior brasileiro da história da Libertadores, tendo ganho o torneio como jogador e depois como treinador pelo Grêmio, tendo chegado a final também com o Fluminense e hoje com o Flamengo.

O treinador vai em busca do bi como treinador e do tri no geral, algo que só Renato Gaúcho sendo Renato Gaúcho pode conseguir.