NETFUT
Notícias de futebol

A guerra dos treinadores: Quem é melhor? Rogério ou Sylvinho?

Hoje temos Majestoso, e um clássico que coloca frente a frente São Paulo e Corinthians, e que por isso na data de hoje colocará frente a frente Rogério Ceni e Sylvinho, dois técnicos bem jovens que tiveram uma carreira muito vitoriosa como jogadores.

Apesar de bem jovens como treinadores, os dois técnicos já têm coisas suficientes em seus currículos para serem julgados, e até para serem comprados. E hoje aproveitando o confronto vamos por alguns fatos frente a frente, e você escolhe quem vence essa nessa guerra de treinadores. Quem é melhor: Rogério ou Sylvinho?

Sylvinho: Comanda melhor um elenco com estrelas

Sabemos que Rogério Ceni teve grandes dificuldades treinando o Flamengo, apesar do título brasileiro. O ex-goleiro parece nunca ter realmente caído nas graças das grandes estrelas do Fla, como Gabigol, Pedro, Everton Ribeiro e Arrascaeta.

O que fez muitas pessoas coçarem a cabeça, já que Rogério com muita facilidade conseguia tirar um futebol bom de jogadores medianos no Fortaleza. Essa falta de capacidade com grandes jogadores parece não afetar Sylvinho, que desde a chegada de suas próprias estrelas tem melhorado muito, e parece conseguir gerir muito bem Willian, Renato Augusto e companhia.

Rogério: Consegue tirar muito de pouco

Por outro lado, Rogério tem um talento natural de trazer grandes jogadores ao estrelato, o que o próprio Corinthians descobriu. Isso porque Rogério comandou o atacante Gustavo, que em seus tempos de sob o comando de Rogério ficou conhecido como Gustagol, sendo o artilheiro do futebol brasileiro no ano, e nunca mais tendo o mesmo desempenho sem o treinador.

Isso mostra que mesmo o elenco do São Paulo com peças limitadas em alguns setores, Rogério pode ter jogo de cintura e tirar deles algo que ninguém espera, diferente de Sylvinho que passou o ano todo batendo cabeça até que seus reforços chegassem.

Sylvinho: Se relaciona melhor com todos

Sylvinho está no Corinthians já a algum tempo, e embora já tenha balançado no cargo em alguns momentos, o treinador nunca teve uma única rusga seja com jogador ou com a diretoria, nutrindo uma boa relação com todos.

Já Rogério saiu do Flamengo sobre os ares de ser uma pessoa teimosa, que não escuta ninguém além de si e difícil de trabalhar junto. Claro que toda história tem duas versões, mas o fato de nem diretoria e nem os jogadores do Flamengo mostrarem saudade do treinador, mostra que ele não era fácil, algo que prejudica o trabalho em qualquer lugar.

Rogério: Mais experiente, deu mais certo.

A verdade é que Sylvinho ainda não deu certo em lugar nenhum. O treinador teve uma passagem desastrosa pelo Lyon, e agora está tentando a sorte no Corinthians, mas ainda é cedo para dizer se essa de fato está sendo uma boa passagem,

Já o Rogério , apesar da saída do Flamengo, foi campeão brasileiro por lá, e mesmo sendo um treinador tão jovem, é ídolo do Fortaleza, e não há quem negue que sua passagem por lá foi espetacular.

 


Sem opção de comentar este post