NETFUT
Notícias de futebol

4 Momentos em que um time não queria a saída de um jogador, mas foi forçado a deixá-lo sair

A ida de um jogador de um time para o outro envolve muitos detalhes. É necessário que pelo menos quatro partes estejam felizes para que isso aconteça, sendo elas o time dono do jogador, o time que quer o jogador, o jogador e também seu empresário.

Isso quando o assunto não envolve outros times por conta de direitos econômicos e tudo mais. E quando um lado não está feliz, tudo fica mais difícil, mas existem momentos onde mesmo um lado infeliz, como por exemplo o time atual, que não tem escolha em deixar seu atleta sair, e por isso nós listamos 4 desses momentos.

Atlético de Madrid com Griezmann

Esse foi um caso clássico de que no fim o tempo estava certo. O Barcelona, usando sua velha tática de assediar jogadores sem a permissão do time, seduziu Griezmann a mudar para o time catalão, que por sua vez forçou o Atlético a cooperar.

O Atlético não queria, e lutou até o fim para não deixar acontecer, mas não teve escolha. No entanto, tudo deu errado, e hoje o jogador já até voltou para a equipe. E se o arrependimento matasse?

Borussia Dortmund com Lewandowski

Poderíamos fazer uma lista inteira sobre esse assunto só com o Borussia, que vive perdendo jogadores para o rival Bayern de Munique. Mas nenhum outro jogador dos muitos que foram, foram mais icônicos do que o atual melhor do mundo Robert Lewandowski.

Lewandowski, Borussia Dortmund – foto: reprodução/internet

 

O polonês estourou para o futebol vestindo preto e amarelo, até o momento em que o Bayern usou seu nome e dinheiro para trazer o jogador, com a promessa de um salário alto .

O jogador aceitou, e no fim a promessa foi cumprida.

Barcelona com Neymar

Esse é o caso mais clássico sobre a situação que estamos comentando aqui. O PSG queria Neymar, enxergando nele a peça que faltava para o time levar uma Champions, e Neymar viu no PSG a chance de ser protagonista e conquistar a tão sonhada Bola de Ouro.

Neymar, Barcelona – foto: reprodução/internet

Até o dado momento nenhum dos dois lados conseguiu o seu objetivo, o que só deixa o Barcelona mais frustrado ainda, que embora tenha embolsado um dinheiro gigantesco com o pagamento da multa do jogador, ficou traumatizado, e foi a partir dali que a ruína financeira do Barcelona veio, com decisões ruins tomadas tentando substituir o jogador, o que levou o time quase a falência.

PSG com Mbappé

E claro, temos que falar também do PSG provando um pouco de seu próprio remédio. Ninguém esperava que o Real Madrid, maior rival da história do Barcelona, iria vingá-lo.

Mbappé, PSG – foto: reprodução/internet

 

Mbappé negou a renovação com o PSG que ofereceu uma fortuna ao jogador, mas no fim, o time francês viu o jogador não aceitando e atualmente assinando um pré contrato com o Real Madrid, isso enquanto os times se enfrentam nas oitavas de final da Liga dos Campeões. O maior climão da história do futebol mundial.