NETFUT
Notícias de futebol

4 dos piores laterais que já jogaram no São Paulo

Já fizemos aqui uma lista com os melhores laterais direitos que já vestiram a camisa do São Paulo, porém temos que falar um pouco também da dura realidade do tricolor paulista, e a dura realidade é que o time não tem um bom lateral direito já a mais de uma década.

E para não deixar esquecer o passado para que erros não se repitam no futuro, nós vamos listar aqui alguns não todos, dos piores laterais direitos que já vestiram a camisa do São paulo até hoje.

Ivan Piris

Vamos começar falando de expectativas. Ivan Piris era um jogador muito promissor, inclusive quando chegou ao São Paulo no ano de 2011, o jogador era titular da seleção paraguaia, o que só aumentou a expectativa dos torcedores, que acreditaram realmente que o jogador ia ser lembrado no futuro por títulos conquistados.

No fim das contas, o que o jogador fez de mais notório foi ser entortado por Neymar em um jogo que torcedores tanto do São Paulo quanto do Santos devem lembrar muito bem, sendo esse seu “maior” feito com a camisa tricolor. Um balde de água fria nos torcedores.

Buffarini

Novamente um caso onde a expectativa atrapalhou, isso parece ser bem recorrente na lateral direita do São Paulo, então Rafinha que se cuide. Acontece que Buffarini era um sonho de consumo do tricolor, que o sondou bastante antes de finalmente conseguir trazer o jogador para o clube.

O jogador era muito destaque no San Lorenzo, e era um jogador desejado pelo futebol sul americano como um todo. Em 2016 o São Paulo realizou o sonho de trazer o lateral, e o sonho virou pesadelo com muitas falhas bizarras, o que fez com que Buffarini se tornasse um dos jogadores mais odiados pela torcida do São Paulo até hoje.

Bruno Peres

Éder Militão jogou muito pelo São Paulo. Seja como lateral ou como zagueiro, o jogador sempre será útil, e é por isso que hoje é titular absoluto do Real Madrid. Porém, quando o jogador saiu do tricolor, o time teve problemas para repô-lo.

Bruno Peres foi o escolhido, já que no fim de sua passagem Militão jogava como lateral. Porém ao invés de ter uma substituição a altura, o que o São Paulo viu foi um jogador sempre acima do peso com uma capacidade inacreditável de falhar em momentos importantes.

Daniel Alves

E claro, não dá para poupar Daniel de críticas. Apesar de ser infinitamente maior do que qualquer outro lateral que foi mal pelo São Paulo, nenhum outro deixou uma dívida de 20 milhões para trás quando saiu.

É bem verdade que a responsabilidade de não contratar alguém que não pode pagar é do São Paulo, porém Daniel não jogou bem de verdade em nenhum momento, e mesmo assim foi muito mal fora de campo também, tornando o assunto de uma forma desrespeitosa e combatente, sendo bem longe de parecer as atitudes que um torcedor teria, e era como um torcedor que ele se colocava sempre.